Vocabulário Essencial da Comida Francesa: Pratos Regionais

Conheça o vocabulário da comida francesa de Paris até Cannes

 

Quer aprender francês da maneira mais gostosa e proveitosa que existe?

 

Então, pare e pense: o que está mais intimamente ligado ao savoir-vivre dos franceses do que a sua comida?

 

Ei! Por favor, não comece a pensar em nada muito simples ou exótico. Não se trata de baguetes ou pernas de rã! O que você terá é uma rápida lição com vocabulário de comida regional francesa para você pedir como um profissional (ou experiente viajante) em restaurantes desde Paris até Cannes.

 

À TABLE ! 

Está pronto! Hora de comer! Para a mesa! 

 

comida francesa

 

Vocabulário essencial da comida francesa: Culinárias regionais.

 

Sudoeste (Bordeaux)

 

Une entrecôte saignante et un verre du vin rouge, s’il vous plait! 

(iúne ântrrêcót sênhânt êtân vérr diú ân rrúge, síl vú plué)

Um bife mal passado e um copo (uma taça) de vinho tinto, por favor!

 

Bordeaux é uma região conhecida por seus vinhos tintos encorpados e nada é mais perfeito que um bife mal passado para combinar com o sabor de um Bordeaux. Um entrecôte é um corte de carne premium, como um olho de costela, enquanto o saignante é mal passado. Uma maneira deliciosa de preparar entrecôte é grelhar em sarment (ramos de vinhas).

E para uma sobremesa em Bordeaux, por que não experimentar um canelé? Feito em moldes de pastelaria especial, um canelé se destaca pelo seu formato de cilindro. Leva creme como recheio e tem crosta caramelizada.

 

Leia também: 12 Frases essenciais na sua viagem para Paris

 

Noroeste (Bretanha)

 

Je voudrais une galette avec de la confiture. 

(Jê vudrrué iúne galét avéc dê La cônfitiúrr).

Gostaria de um crepe com geleia.

 

Como o crêpe, seu “irmão” mais conhecido, uma galette é uma panqueca fina, mas feita com trigo mourisco/sarraceno, dando-lhe uma aparência mais escura e mais porosa. Confiture é a palavra francesa para geleia, e é uma das principais coberturas para panquecas/crepes doces, juntamente com açúcar, creme de avelã com cacau (ex: Nutella), chantilly e frutas. Panquecas(crepes) salgadas(os) podem ser consumidas(os) com um infindo número de ingredientes, incluindo ovos, presunto e queijo.

 

Enquanto a Bretanha é uma região produtora de vinhos, conhecida pelo seu vinho branco Muscadet, a bebida mais tradicional é a cidre(cídrrê). A cidra Bretã pode ser servida em uma tigela ou uma xícara.

 

 

Sul (Provence)

 

Pour l’apéro, on va prendre un pastis, de la tapenade et de l’anchoïade. 

(Púr lapêrró, ôn vá prrândre ân pástí, de la tapênáde ê de l’ânchôiáde)

Como aperitivo, tomaremos um pastis, algumas tapenades e algumas anchoïades.

 

Apéro, é uma forma curta/abreviada para apéritif e pode significar uma bebida alcoólica servida antes de uma refeição para estimular o apetite ou um pequeno lanche servido antes das principais refeições. Típico apéritif do sul da França, pastis é um licor aromatizado com anis diluído em água. Tapenade é um purê de saborosas azeitonas da região mediterrânica, feito por esmagamento com um almofariz e pilão (conjunto culinário para amassar comidas e temperos). Anchoïade é um prato semelhante feito por esmagamento de anchovas e alho. As receitas para ambos são muito variáveis, mas são normalmente consumidos com pequenos pedaços de torrada ou legumes crus.

 

E não importa o que você esteja cozinhando ou encomendando no sul da França, não se esqueça de adicionar o famoso Herbes de Provence. Esta mistura de ervas secas inclui: segurelha (erva aromática de origem mediterrânea cuja essência lembra a hortelã e o tomilho, embora mais apimentada), manjerona, alecrim, tomilho e orégano, e é uma adição maravilhosa a se fazer em carnes grelhadas, peixes, bem como guisados ​​de vegetais, enfim, quase tudo. E felizmente para você, esse gosto da França agora pode ser encontrado em praticamente qualquer grande supermercado. Não precisa (e nem deve) aguardar a grande viagem para se experimentar!

 

 

Nordeste (Alsácia)

 

Il fait froid, on mange de la choucroute et une pain d’épices! 

(Íl fé frruá, ôn mânge de La chucrrút êtiúne pan dêpíce!)

Está frio, vamos comer um choucroute e um pão de gengibre!

 

A região da Alsaciana tem fortes influências alemãs e por isso um dos principais pratos encontrados aqui é o choucroute ou chucrute, servido com vários acompanhamentos. Embora não haja receita fixa, as tradicionais incluem salsichas, outras carnes curadas e batatas. Este prato pode ser acompanhado pelo vinho branco da região, como Riesling seco ou cerveja. Um deleite de Natal tradicional é um pão doce de especiarias (também conhecido como pão de gengibre) ou um bolo adoçado com mel e especiarias como canela.

 

A Alsácia também é conhecida pelo seu coq au Riesling, um prato de frango preparado com vinho, conhaque, creme e vegetais. Délicieux (dêliciê)! Se você quiser trazer um pouco da Alsácia para sua própria casa, tente fazer um Flammekueche – uma pizza retangular feita com creme de leite fresco, cebolas e lardons (cubos de carne de porco).

 

 

Leste (Borgonha)

 

Je prendrai un bœuf bourguignon avec en entrée des escargots. 

(Jê prrândrré ân bêff burguinhôn avéc ân ântrrê, dêzêscargô).

Eu vou querer o Bife Bourguignon (burguinhôn) com caracóis (comestíveis) como entrada.

 

A região da Borgonha é famosa por seus pratos saudáveis ​​e seus ricos molhos, e o bœuf bourguignon (bêf burguinhôn) é um exemplo muito bom disso. Guisado no vinho tinto da região, este prato foi elevado de prato simples de camponeses a um (refinado) padrão da cozinha francesa chegando a ser servido agora às plateias mais sofisticadas.

E, se alguém provasse os exóticos caracóis franceses (não é fácil gostar de primeira), deveriam ser ao menos os Escargots de Bourgogne (caracóis da Borgonha). Quando estão na estação, eles podem ser encontrados vivos nos mercados, serem levados para casa, limpos e cozidos. Eles são preparados com uma manteiga rica, salsa e molho de alho, muitas vezes em um prato de servir especial coberto com pequenos bolsos para as conchas.

 

Leia também: 10 Músicas Francesas Para Aprender Francês Como um Nativo

 

Córsega

 

Je vais goûter le civet de sanglier et le figatellu!

(Jê vá gutêr lê civé de sângliê ê lê figatêlú!)  

Eu vou provar o guisado de javali e figatellu!

 

A ilha francesa da Córsega tem influências culinárias tanto da França quanto da Itália, mantendo um sabor distinto. O javali encontrado na ilha é muitas vezes cozido com uma abundância de vegetais e ervas, a fim do sabor ficar mais tenro e menos forte. É geralmente servido com macarrão ou polenta. Existem muitos tipos de charcutaria ou carnes curadas, que se encontram na Córsega, uma típica é a figatellu (salsicha de carne e fígado de porco), ricamente saborosa. Ambos os pratos são deliciosos com qualquer um dos vinhos corsos feitos na ilha.

 

E uma visita a esta ilha francesa não seria completa sem experimentar o queijo regional. Brocciu é um queijo jovem feito de leite de cabra ou ovelha. Pode ser encontrado em vários pratos da Córsega, desde pizzas, pastas, pastelarias até sobremesas.

 

 

País Basco Francês

 

J’ai envie de manger de La piperade et du gâteau Basque.

(jé ânví de mângê de La pipêrrád ê du gato Básque.)

Eu sinto vontade de comer piperade e bolo basco.

 

A cozinha é apenas uma (deliciosa!) parte do que mantém o país basco francês e espanhol tão distinto. Piperade é um prato vegetal semelhante ao ratatouille feito com cebolas salteadas, pimenta verde, tomate e pimentas vermelhas (parece um ensopado de ovos e legumes em molho picante e delicioso). Este prato reflete o orgulho feroz do povo basco, pois as cores dos ingredientes combinam com a cor da bandeira basca. É servido como um prato principal. Uma típica sobremesa basca seria o gâteau basco, um bolo achatado feito com farinha de amêndoa e acompanhado de frutas ou creme.

 

Leia também: 9 Frases em francês que os franceses adoram dizer

 

Central (Paris)

 

Je veux tout manger! 

(Jê vê tu mângê!)

Quero comer tudo!

 

Todas as estradas levam a Paris, e isso é um bom presságio para a cozinha! Alimentos de toda a França podem ser encontrados em restaurantes parisienses, então por que não tentar todos? Calma, vou te oferecer agora uma espécie de mapa para seu estômago! Siga com moderação. Comece sua refeição com huîtres ou ostras, de uma das muitas cidades costeiras da França com um pouco de limão, vinagre shallot e pão marrom. 

 

Em seguida, experimente um confit canard ou confit (geleia) de pato, um prato francês por excelência originado no sudoeste feito preparando uma perna de pato em sal e depois cozinhando-a em sua própria gordura. Não se esqueça da sua salada com queijos, seja Camembert (Normandia), Comté (Franche-Comté) ou Roquefort (Midi-Pyrénées). Em seguida, termine com uma tarte tatin, uma torta de maçã de caramelizada com o parceiro Calvados, um licor de maçã feito na Baixa Normandia.  

 

E se isso não atrai você (seu estômago), sempre há moules frites (mexilhões e batatas fritas), Tourin (sopa de alho), poulet de Bresse (frango bresse), raclette ( queijo derretido com carnes e batatas),  foie grascroissants, dor Au chocolat, crème brûlée … e a lista continua (e não é pequena!).

 

Agora você está pronto para enfrentar qualquer canto do Hexagone (um apelido para a França continental) e suas mesas.

 

J’espère que vous avez faim! 

(Jêspérr kê vúzavê fâm!)

Espero que você esteja com fome!

 

Bon Appétit et À bientôt!

(Bônapêtí ê abiântô!)

Bom apetite e até breve!

 

Quanto a você!?

Você já experimentou algum destes pratos? Quais outros pratos você acrescentaria a esta lista?

Avise-me, usando a seção de comentários abaixo.

Obrigada pela leitura e espero que tenham gostado deste artigo.

 

Inscreva-se usando o formulário abaixo para receber um Áudio Curso de Francês grátis e ser avisado sobre os meus próximos artigos diretamente no seu e-mail.

Autora: Bianca Salvetti

Compartilhe Com Seus Amigos
/

2 Commentários

  1. La Tartiflette et le gratin dauphinois dans la région des Alpes et Savoie !!! On ne peut pas oublier les macarrons 🙂

  2. Et pour célébrer l’immigration et la mixité cultural, ne pas oublier le couscous, le plat le plus consomé en France… ou encore le s plats vietnamiens, thaïlandais, sénégalais, coréens, déjà incorporé dans la vie des parisiens…

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *